Como escolher a melhor Agência de Marketing Digital para o seu Negócio

Se está a ler este artigo, talvez já tenha descoberto que criar uma equipa de marketing “dentro de casa” é algo difícil, que consome tempo que não tem e dinheiro que não queria gastar.

É necessário encontrar pessoas boas, formá-las e esperar que não saiam para uma nova empresa 12 meses depois.

Por outro lado, o marketing digital apresenta desafios novos em termos de perfis de pessoas. Não só é necessário encontrar pessoas boas em termos de comunicação, como em números, não fosse o digital o lugar onde tudo pode ser medido, tudo pode ser melhorado.

Talvez por causa disso, existem cada vez mais Agências, Freelancers e Experts cuja atividade é “apenas” fazer esses serviços para outras empresas. O problema agora é: Como saber qual o parceiro ideal para a sua empresa?

Sem nos queremos substituir ao seu papel e tomar a decisão por si, tentaremos dar algumas ideias do tipo de informação que deve recolher para tomar uma decisão informada e com maior probabilidade de sucesso.

Reunião com várias pessoas.

Trabalhar com a Agência de Marketing Digital certa 

Antes de começarmos com essa informação, talvez faça sentido fazer um parêntesis para perguntar: Afinal de contas, o que é uma Agência de Marketing Digital tem para lhe oferecer?

As principais vantagens são:

  • Uma equipa de Profissionais Especializados que fazem esse trabalho todos os dias
  • Acesso a várias competências a uma fração do valor. Em vez de ter de contratar duas ou três pessoas, consegue o mesmo resultado pagando uma avença mensal:
    – Anúncios em Facebook, Instagram, Google e Linkedin
    – Redes Sociais
    – Email Marketing
    – etc.
  • Acesso a programas especializados caros de adquirir isoladamente

Claro que trabalhar com uma agência não são só vantagens. Algumas das desvantagens são:

  • Não terá as pessoas da agência disponíveis 40/horas por semana como teria se fossem da sua empresa.
  • Por muito que haja essa preocupação, as pessoas da agência nunca conhecerão os seus serviços ou produtos melhor do que se trabalhassem na sua empresa.

É no equilíbrio entre esses fatores que deverá tomar a sua decisão.

De seguida, deixamos algumas das informações que esperamos poder ajudar quando estiver a decidir. Esteja atento/a àquilo que chamamos de “Red Flags” porque, normalmente, são um indicador de que não quererá trabalhar com a empresa em questão.

Informação que deve ter antes de começar a trabalhar com uma Agência de Marketing Digital

Colaboração – Certamente não quer uma agência que apenas faz o que lhes é pedido. Quer uma equipa que esteja sempre à busca de maximizar os seus resultados, o ouça, crie uma estratégia e dê as recomendações do caminho a traçar.

Perguntas que deve fazer:

  • Como será gerida a comunicação entre empresas? Com quem trabalharemos diariamente?
  • Se tiver dúvidas ou ideias, com quem devo falar?

Pensamento estratégico para atingir o seu sucesso – Um dos maiores benefícios de trabalhar com uma Agência de Marketing é a capacidade de olhar para o seu negócio com uma visão fresca. Tente perceber a maneira de pensar e os “passos” dos processos das Agências que contactar.

Perguntas que deve fazer:

  • Por onde começam quando estão a desenvolver um plano?
  • Quanto tempo demora esse processo normalmente?

Modelo Baseado em Performance – Estar a par da performance das campanhas ativas é integral para o sucesso de qualquer estratégia de Marketing Digital, por isso mesmo deve ser uma prioridade para qualquer agência.

  • Que tipo de KPI’s é que a vossa equipa se foca para negócios como o meu?
  • Irão fazer algum tipo de relatório mensal?

Uma boa agência trabalha sempre com foco nos resultados porque sabe que se não os apresentar, mais tarde ou mais cedo, será “despedida”.

Os indicadores mais próximos de negócio (Vendas ou Leads) são aqueles para onde a atenção está focada. É certo que a visibilidade e a notoriedade são importantes (e um caminho para impactar Vendas e Leads), mas os “Likes” ou o “Alcance” nunca são as métricas principais.

São sempre transparentes – A melhor maneira de perceber se a Agência é transparente, ou não, é perceber se lhe dão resposta diretas ou se começam a “enrolar”.

Perguntas que deve fazer:

  • Qual é a equipa com quem vamos trabalhar?
  • Qual é a vossa abordagem se uma campanha estiver a falhar ou não chegar aos resultados expectados?
  • Qual é a vossa taxa de retenção de clientes?
  • Porque é que o último cliente que deixou de trabalhar convosco o fez?

Investem no seu trabalho

Se a empresa com quem está a falar, não faz investimentos em si, através de softwares que ajudam a melhor o seu trabalho, provavelmente isso vai fazer ricochete nos resultados dos clientes.

Esses investimentos demonstram também uma visão de longo prazo e, se puder escolher, escolha uma dessas. Estarão mais preocupadas em servir bem os clientes porque sabem que a reputação e o passa a palavra são as melhores formas de obter clientes.

  • Que softwares usam atualmente? Para quê?
  • Qual o mais recente que adquiriam e porquê? O que sentiam que faltava ou que vos veio acrescentar?

Caso esteja interessado em perceber o que a nossa Agência pode fazer pelo seu negócio, entre em contacto connosco, reunimos sem qualquer compromisso!

As 5 “Red Flags” das Agências que deve evitar!

1- Má comunicação

A comunicação é uma peça vital em qualquer tipo de relação. Se desde o início a Agência demora imenso tempo a responder, esquiva-se das perguntas que faz, não apresenta resultados específicos, provavelmente pode esperar o mesmo no futuro. Red Flag!

2- Têm demasiados clientes para a dimensão

Quando contrata uma agência de Marketing Digital, contrata uma equipa para pensar no seu negócio e gerir as suas campanhas. Essa equipa, terá mais clientes com quem trabalhar e dividirá a sua atenção por eles. Procure saber com quantos mais clientes

essas pessoas vão trabalhar. Se forem mais de 8 a 10 de forma consistente, não terá a atenção necessária. Red Flag!

3- Aceitam TODOS os clientes, com TODOS os serviços

Nenhuma agência de Marketing Digital tem profissionais que consigam gerir perfeitamente qualquer indústria, com todos os serviços. Qual a razão?

Cada negócio tem clientes diferentes com Dores, Desejos e Hesitações diferentes. A probabilidade de uma agência os dominar trabalhando para todos os setores possíveis e imaginários, é ínfima. O mesmo não acontece com uma que trabalha para nichos específicos.

4- Não tem provas de sucesso

A Agência tem provas de sucesso passado? Procure por testemunhos, fale com atuais clientes, peça para rever relatórios passados (que não contenham informação sensível) de clientes com negócios/objetivos semelhantes aos seus.

Se não tiverem disponíveis publicamente ou não lhe conseguem mostrar quando pede…Red Flag.

5- Só querem saber dos serviços que lhe podem vender

Se uma empresa reúne consigo pela primeira vez e pouco depois lhe está a enviar um orçamento, sem tentar perceber 1º de que forma o(a) pode ajudar, desconfie. Provavelmente estão mais interessados na angariação de clientes do que em ajudá-lo a resolver os seus problemas. Red Flag.

Escolher a Agência de Marketing Digital Certa

No momento de escolher a Agência de Marketing Digital, apenas você pode tomar a decisão.

Esperamos ter ajudado com algumas das informações que achamos essenciais e que, quando se vir nessa situação, consiga tomar uma boa decisão.

Se aquilo que escrevemos lhe acrescentou valor e tem interesse em percebemos como trabalhamos, teríamos todo o gosto em falar consigo e perceber como podemos ajudar.

NOTA: Depois de escolha a Agência de marketing Digital, o trabalho ainda não acabou. É necessário cuidar da relação para conseguir extrair o máximo de valor para o seu negócio.

3 Fatores para uma Relação de Sucesso com uma agência de marketing digital

Agora que sabe escolher a melhor Agência de Marketing Digital para o seu negócio, vamos perceber como poderá manter uma relação de sucesso.

Os 3 três fatores fundamentais para isso são:

  1. Preparação
  2. Transparência
  3. Comunicação

Preparação: está preparado para contratar uma agência?


Já referimos que uma agência de marketing digital traz consigo imensos benefícios, mas nenhum deles importa se não estiver preparado para o investimento inicial.

  • “Se eu contratar uma agência e os objetivos falharem, ponho o meu negócio em risco?”
  • “Tenho dinheiro suficiente para pagar as contas este mês?”

Se não está seguro da resposta, não o faça.

Falhar, como a morte e os impostos, é inevitável! Até a melhor agência do mundo falhará no futuro. Isso não quer dizer que isso aconteça consigo, mas a preparação deve estar lá. Se, não atingir a receita desejada num mês, significar a “catástrofe”, é melhor não fazer esse investimento.

Como saber se está preparado? Deixamos-lhes as nossas sugestões:

1. Uma audiência orgânica estável

Digamos que o seu negócio é uma fogueira. Na base tem – troncos, galhos e talvez um bocado de jornal para arder melhor – esta é a sua audiência orgânica. Vai juntando mais matérias e tem um fogo quente e duradouro.

As campanhas de publicidade ou PPC (pay-per-click) são a gasolina. Aumentam a intensidade e a temperatura do fogo! Mas sem a base… está a desperdiçar recursos.

As empresas preparadas para uma agência já têm uma audiência que as sustentam sem investimento em marketing digital.

2. KPIs (Key performance indicators) claros

A menos que esteja a contratar uma agência para ajudá-lo a definir uma estratégia geral do seu negócio, tem de ter uma noção clara dos objetivos da sua empresa.

Muitas vezes são apresentados às agências objetivos de crescimento que não têm nenhuma relação com os objetivos gerais e que por norma tendem a ser:

  • Irrealistas: Não estão em união com o histórico de crescimento da empresa
  • Arbitrários: Sem nenhuma ligação concreta com dados

Uma marca que está preparada para crescer tem uma visão clara de onde quer chegar e que objetivo a agência deve atingir.

Os objetivos gerais de uma empresa são diferentes da agência digital. Os objetivos gerais de uma empresa, por norma, pretendem maximizar três variáveis: Lucro, receita e “cash flow”.

Os objetivos da agência vão ser diferentes e serão, de modo geral, a eficiência das campanhas implementadas, o total de vendas e quanto dinheiro conseguiu levar ao seu cliente.

Tabela a comparar objetivos gerais da empresa com os objetivos da agência digital.
Tabela a comparar objetivos gerais da empresa com os objetivos da agência digital. (MER= Marketing efficiency Ratio, total da receita gerada dividida com o total de gastos em publicidade)

3. Poucos problemas operacionais

Se a sua cadeia de fornecimento estiver com problemas e falhar sucessivamente com os seus clientes, pode ser o fim do seu negócio.

Ter a certeza de que as operações estão seguras antes de querer escalar pode salvá-lo de uma dor de cabeça mais tarde. De que lhe vale vender imenso se não vai ter produtos para entregar aos seus clientes?

Claro que os problemas de inventário ou transporte são inevitáveis, mesmo para as operações mais oleadas do mundo, mas isso deve ser a exceção e não a regra!

Para além disso, sempre que isso aconteça, é critico que exista a comunicação proativa dos mesmos.

O nos que leva ao próximo ponto …

Pessoa a apontar para post-it.

Transparência: Prepare o terreno para a agência atingir o sucesso

Os primeiros 3 meses, para além de serem sobre “atingir objetivos”, são muito sobre desenvolver um ritmo de trabalho e comunicação.

O ideal é integrar os membros da agência e encará-los como membros da sua equipa o mais rápido possível.

Três dicas para isto ser possível:

1. Partilhe o máximo de informação possível com a sua agência

A Common Thread Collective costuma dizer que “Boa inspiração depende de boa informação” e nós concordamos em absoluto.

Quanto mais informação a sua agência digital tiver, mais oportunidades para encontrar caminhos de sucesso terá.

Dê acesso a criativos antigos, planos financeiros, objetivos trimestrais, etc. Embora este nível de transparência e partilha de informação possa ser mais sensível, o risco de não o fazer é obter os resultados pela metade.

Se contratou uma agência para o ajudar, não fique a meio da ponte. Integre-a o mais possível na visão para o negócio. Vai ver que será mais fácil atingir os objetivos.

2. Definir expectativas e responsabilizar a agência

Se a agência de marketing valer o dinheiro que está a pagar por ela, será capaz de definir metas claras e cumpri-las. Não obstante, cabe ao cliente:

  • Estar 100% confortável com as expectativas definidas
  • Agir como um parceiro co-responsável pelos resultados

A este propósito, é preciso alguma dose de “Autoconsciência”. Se ficou definido atingir um ROAS de 2.5, pergunte-se a si mesmo:

  • “Estou mesmo à espera que esse ROAS vá resolver todos os meus problemas?”
  • “Estou à espera de mais alguma coisa”?

Se pese embora o definido, esperar mais do que ficou combinado, essas expectativas não verbalizadas vão conduzir à degradação da relação.

Claro que não é da sua responsabilidade estar atento à agência, nem a culpa é sua se a agência falhar os objetivos que ambos definiram…mas havendo metas claras definidas (por ambas as partes), é necessário estar igualmente comprometido.

3. Defina quem é responsável pelo quê, e estabeleça essa “fronteira”

“Não compre um cão e depois ladre por ele” – David Ogilvy, muitas vezes referido como o “Pai da publicidade”

Se vai contratar alguém (e vai pagar por isso) para fazer um projeto por si, deixe-o fazer o seu trabalho.

Por norma, as agências de marketing digital são contratadas por Diretores de Marketing ou Empreendedores – pessoas essas que têm uma base de conhecimento em marketing e que conseguem perceber, ou até mesmo executar, algum trabalho para a qual contrataram uma agência.

Mas…não é o mesmo que ser especialista.

É aqui que a divisão de responsabilidades é essencial – é preciso dar espaço para cada um trabalhar na sua área.

Áreas em que o cliente é o expert e dono:

  • Desenvolvimento do produto/serviço
  • Estratégia da marca
  • Canais orgânicos
  • Custo dos produtos vendidos e lucratividade

Áreas em que a agência é o expert e dono:

  • Anúncios nas redes sociais
  • Anúncios Google
  • Criatividades dos anúncios
  • Email marketing

Alguma discórdia de opiniões é inevitável, mas quando ambos tratam o próximo com humildade e respeito as opiniões do outro, é fácil encontrar um “meio termo”.

Vamos criar uma relação de transparência e respeito?  

Pessoa a sorrir numa reunião.

Comunicação: Construa uma relação longa e saudável 

Para terminar, a parte mais importante desta equação. Manter a relação saudável.

Como?

Trate a agência como um parceiro, não como “executantes”. Naturalmente, quando uma empresa paga a uma agência para realizar um projeto, é criada uma dinâmica de poder, quase como empregador e empregado, mas a relação só floresce se houver uma ligação mais profunda.

Lembre-se que está a pagar pelo conhecimento dos profissionais da agência, não apenas pessoas que clicam em botões o dia inteiro. Se tiver apenas executantes, está a aproveitar apenas 10% daquilo que está a pagar.

E chegamos ao fim do artigo. Foi uma longa viagem e o facto de estar aqui, é um sinal de que tem vontade de concretizar os seus objetivos.

Esperamos ter ajudado e se aquilo que escrevemos lhe acrescentou valor, ficamos muito felizes. Se porventura tiver um negócio que precisa de aumentar vendas ou Leads e gostaria de perceber como trabalhamos, teríamos todo o gosto em falar consigo e perceber como podemos ajudar.

Gostaria de saber como podemos ajudar a sua empresa? Deixe-nos uma mensagem e nós entramos em contacto.

8 + 15 =

Ler mais